top of page
Buscar

6 hábitos para praticar e se tornar uma pessoa otimista


como ser uma pessoa otimista?

Demora cerca de 60 dias para formar um hábito. Então, durante 9 semanas, olhe para o lado bom da sua vida e você reconectará seu cérebro.

Se a grama parece mais verde do outro lado…


Pare de encarar.


Pare de comparar.


Pare de reclamar.


E COMECE a regar a grama em que você está…


Na verdade, a arma mais poderosa contra o estresse num dia normal é a nossa capacidade de escolher um pensamento ou resposta em detrimento de outro. Lembrei-me disso hoje quando uma leitora chamada Jéssica me enviou o seguinte por e-mail (estou compartilhando com permissão):


“Sentei-me com minhas duas filhas, de seis e oito anos, esta tarde para explicar a elas que temos que mudar de nossa casa de quatro quartos para um apartamento de dois quartos por um ano ou dois até que eu consiga encontrar outro emprego e reconstruir nossas economias. É uma conversa que venho evitando há mais de um mês, enquanto tenho lutado com as dúvidas e arrependimentos de não ser capaz de fornecer uma vida financeiramente estável para nós. Mas minhas filhas apenas se entreolharam depois que eu lhes contei, e então minha filha mais nova se virou para mim e perguntou: 'Vamos nos mudar todas juntas para aquele apartamento?' “Claro”, respondi imediatamente. 'Oh, então não é grande coisa mamãe', disse ela.


Não será essa a resposta mais consciente e otimista que se possa imaginar?


Espero que isso inspire você a treinar sua mente para ver o que há de bom em tudo, mesmo quando for difícil. A paz e a felicidade da sua vida a longo prazo dependem muito da qualidade dos seus pensamentos e respostas diárias. Otimismo é uma escolha. Não é uma característica inata concedida a poucas sortudas – é uma habilidade que pode ser aprendida e aprimorada. Deixe essas duas meninas serem suas guias e permita que esta breve leitura preencha as lacunas…


Como não existe um guia passo a passo que sirva para todos para ser mais otimista, reuni uma pequena lista de hábitos que implemento e que são algumas pequenas coisas que você pode começar a fazer de maneira diferente hoje…



1. Como uma pessoa otimista, faz o melhor uso das opções disponíveis


A maioria das pessoas fica irritada com aquelas pessoas que parecem “muito otimistas”, mas isso muitas vezes é apenas uma infeliz interpretação errada da diferença entre uma pessoa otimista e uma pessoa idealista. Uma pessoa otimista é, na verdade, apenas uma pessoa realista positiva que não é ingênua, que não se nega, nem é cega para as realidades da vida.


Uma pessoa otimista acredita no uso ideal de todas as opções disponíveis, independentemente de quão restrita seja a oferta. Como resultado, as pessoas otimistas conseguem ver melhor o panorama geral. Elas podem visualizar e gerenciar com mais precisão as possibilidades atuais. Para efeito de comparação: uma pessoa idealista concentra-se apenas nos melhores aspectos das situações, uma pessoa pessimista não vê nenhuma possibilidade positiva e uma pessoa otimista se esforça para ver todas as possibilidades para que possa encontrar a melhor opção possível entre elas.


Assim, ao colher limões de um limoeiro, um idealista pega o limão que parece mais maduro e espera que seja o mais saboroso, uma pessoa pessimista se contenta com o que estiver mais próximo, enquanto uma pessoa otimista escolhe todos os limões à vista e faz limonada. 


2. Como uma pessoa otimista, concede graça e aceitação


Quando criança você impressionava e se inspirava diariamente. Você correu, pulou, balançou, cantou e dançou abertamente sem nenhuma preocupação no mundo - sem se preocupar com o que todos pensavam de você. Você não precisava da aprovação constante de ninguém, porque no fundo você sabia que era incrível.


Mas à medida que você se tornou adulta, a pressão dos colegas, da mídia popular e da sociedade como um todo começou a pesar sobre você. Você começou a se comparar com todos ao seu redor. Você julgou e mediu seu corpo, seu estilo de vida, sua carreira e seus relacionamentos em relação à vida de outras pessoas. E quando você percebeu que muitas dessas pessoas têm coisas que você não tem, a amargura se instalou e você gradualmente parou de apreciar todas as grandes coisas que tem em sua vida.


As pessoas otimistas se defendem contra essa aversão a si mesmas de duas maneiras principais. Primeiro, elas voltam a confiar na própria intuição no que diz respeito às atividades diárias. Elas param de pedir a aprovação de todos e simplesmente fazem o que sabem que é certo em seu coração. Em segundo lugar, as pessoas otimistas não se julgam contra um conjunto de ideais irrealistas de terceiros. Elas abandonam os ideais e, em vez disso, mantêm a crença de que são sempre boas o suficiente do jeito que são, mesmo à medida que se transformam em versões mais fortes e mais sábias de si mesmas.


3. Como uma pessoa otimista, desconecta o contentamento das conquistas de longo prazo


Para ser otimista, você precisa estar geralmente satisfeita com sua vida. Para encontrar esse contentamento, você precisa olhar para dentro de si mesma. Afinal, a felicidade é principalmente um trabalho interno.


Se você busca constantemente a felicidade fora de si mesma, vinculando-a a uma conquista específica que deve alcançar, por exemplo, você terá dois grandes problemas:


1. Você pode nunca ter sucesso. - Se você sente que algo está errado com você e precisa absolutamente ser consertado o mais rápido possível, mas você continuamente não consegue consertá-lo, você entrará em uma espiral descendente onde cada vez que não consegue consertá-lo, você se sente ainda pior. Eventualmente, você não conseguirá ter sucesso simplesmente porque não acredita mais em sua capacidade de fazê-lo.


2. Você pode ter sucesso e decidir que quer ainda mais. - Se você sentir que algo está errado com você e precisa absolutamente ser consertado, e conseguir consertar, provavelmente encontrará algo novo em você que também precisa ser consertado. Talvez você tenha perdido 10 quilos, mas agora quer abdominais mais firmes. Talvez você tenha pago sua dívida, mas agora quer uma conta bancária com um milhão de dólares. Você entendeu a ideia. É um ciclo sem fim para toda a sua vida. Você nunca alcança isso, porque está sempre buscando a felicidade nas conquistas externas. Você não encontra a felicidade interior, então procura outras fontes.



3. As pessoas otimistas estabelecem limites e desconectam as conquistas de longo prazo do contentamento e da felicidade diários. – elas se permitem aproveitar cada momento sem precisar de mais nada. Isso não quer dizer que elas sejam complacentes. Elas ainda estabelecem metas, constroem hábitos, ajudam os outros e crescem, mas aprendem a se entregar com alegria à jornada, não ao destino.



como ser otimista?


4. Como uma pessoa otimista, se mantém em boa companhia e é uma boa companhia


No longo prazo, você é tão boa quanto a companhia que mantém, e a miséria adora companhia. Então faça um favor a si mesma e evite a negatividade de outras pessoas sempre que puder. Lembre-se de que o otimismo é um hábito aprendido e é positivamente contagioso. Cerque-se de amigos e familiares positivos e emocionalmente solidários – pessoas que possam contagiá-la com seu otimismo, para que você possa retribuir…


Como você pode ser daqui em diante?


Seja gentil e positiva agora, aqui mesmo, em sua vida, de qualquer maneira que puder. Apenas seja gentil e positiva. Há tanta coisa acontecendo que não podemos resolver – tantas pessoas que não podemos ajudar. Mas a sua bondade e otimismo podem fazer uma diferença significativa, acima de tudo, na sua vida e nas vidas que você toca. 



5. Como uma pessoa otimista, aceita os altos e baixos da vida


Só porque você é otimista não significa que não terá dias ruins. Você terá muitos dias ruins, isso é realidade. A vida nem sempre é um doce morango. Uma base de realismo mantém as coisas em perspectiva e ajuda a evitar que as coisas fiquem fora de proporção.


Esperar que a vida seja maravilhosa o tempo todo é querer nadar num oceano onde as ondas só sobem e nunca desabam. No entanto, quando você reconhece que as ondas que sobem e quebram fazem parte exatamente do mesmo oceano, você é capaz de se desapegar e ficar em paz com a realidade desses altos e baixos. Torna-se claro que os altos da vida exigem os baixos da vida.


Resumindo: prepare-se para os baixos, mas aproveite os altos; o primeiro a torna sensata e o segundo a torna uma otimista. 


 

Leia também:



 


6. Como uma pessoa otimista usa linguagem e gestos positivos


Nem sempre é o que acontece que determina o seu humor, mas como você expressa o que acontece é que conta. Por exemplo, quando uma pessoa otimista experimenta um período de sucesso, ela pode dizer: “Isso é exatamente como eu havia previsto; Estudei muito e minha diligência valeu a pena”, enquanto um pessimista pode dizer: “Uau, tive sorte de tirar uma nota tão boa naquele teste”, sem se dar nenhum crédito e literalmente arrancando sua própria derrota das mãos da vitória.


Se uma pessoa otimista se deparar com um projeto do tipo “faça você mesmo” que ela não consegue realizar, provavelmente dirá algo como: “Ou as instruções que estou seguindo não estão claras ou este projeto exigirá um pouco mais de esforço do que eu pensava”. … ou talvez eu esteja apenas passando por um momento difícil aqui.” Em outras palavras, uma pessoa otimista usa o diálogo interno positivo para manter a luta fora de si (“as instruções”), específica (“mais esforço”) e temporária (“um momento difícil”), enquanto o pessimista provavelmente cairia de pau em cima dela mesma e interpretaria a mesma luta como interna, generalizada e eterna.


Vá em frente e siga os passos da pessoa otimista, falando consigo mesma de uma forma mais positiva, independentemente de ter sucesso ou fracasso, e você gradualmente se tornará mais otimista.


A linguagem corporal física também é importante. Na verdade, seu sorriso influencia seu humor de uma forma positiva. Quando você se sente deprimida, seu cérebro diz ao seu rosto que você está triste, e seus músculos faciais respondem franzindo a testa, o que por sua vez transmite uma mensagem ao seu cérebro que diz: “Sim, estamos nos sentindo infelizes”. Num dia normal (quando nada de extremo está acontecendo), você pode ativar essa reação interna ajustando os músculos faciais em um sorriso para que não correspondam ao que você está sentindo. Esta é uma maneira inteligente de enviar uma mensagem diferente ao seu cérebro: “Ei, a vida ainda é muito boa e estou bem”. E você realmente começará a se sentir um pouco melhor, gradualmente.


Agora é sua vez…


Sim, é a sua vez de declarar este dia digno! Então, vamos começar bem o resto do dia com energia renovada e uma atitude de que as coisas continuarão florescendo e melhorando. Vamos ser esperançosas, otimistas e focadas em permanecer positivas e tomar ações positivas consistentes…


E antes de ir, deixe um comentário abaixo e me diz o que você acha deste post e suas ideias para criar otimismo. A sua opinião é importante! 🙂




Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Flávia CEO Metas e Glamour

Olá Glam!

É um prazer receber você no meu site. Ajudamos mulheres a alcançar seus objetivos através de uma vida organizada, leve e feliz. 🌸

Saiba mais sobre nós aqui.

  • Instagram
  • Facebook
amor do lírio.webp

Categorias

newsletter.png
Newsletter  brindes.png

ÚLTIMAS POSTAGENS

bottom of page