Junte-se a nossa newsletter!

Se inscreva gratuitamente para ter acesso à conteúdos semanais e materiais incríveis diretamente no seu e-mail.

Como montar seu próprio negócio: confira 10 dicas importantes

Mulher trabalhando feliz em sua bela casa
Salve esta imagem no Pinterest!


Diversas mulheres sentem ou já sentiram vontade de abrir seu próprio negócio, mas, nem sempre vão à frente.


Existem diversos motivos que impedem essa realização. Um dos maiores, é não saber por onde começar e o que é preciso para colocar os sonhos em prática.


Mas, como qualquer outra coisa nessa vida, é preciso se planejar e ter dedicação de verdade para colocar as mãos na massa.


Por isso continue lendo este artigo, confira nossas 10 dicas incríveis e coloque-as em prática já.



Dicas Para Abrir Seu Próprio Negócio!

Para seu próprio negócio, irei dar algumas dicas importantes que irão lhe preparar e conduzir na criação de um plano de ação!



1. Seja uma empreendedora de sucesso:


O empreendedorismo é algo bastante comum no Brasil e diz respeito a capacidade de arriscar, de dar o próximo passo para um futuro melhor.


Ou seja, são pessoas que sabem identificar oportunidades boas de negócio. Mais ainda, que estão sempre preparadas para:


  • Desenvolver: ao pegar uma ideia e modelar ela em algo rentável;

  • Concretizar: através de suas competências, habilidades e ferramentas à disposição.


Empreender nada mais é do que aproveitar uma chance, se planejar criando metas e prazos, para atingir um determinado resultado.


Ao invés de apenas ter diversas ideais e não aproveitar nenhuma delas. Por isso, busque sempre sonhar e se esforçar para grandes objetivos e com paixão.



2. Conhecimento para abrir o próprio negócio

Uma coisa muito importante, é definir exatamente o que você irá fazer, ou seja, qual o seu nicho e produto ou serviço oferecido.


Para muitas pessoas isso pode ser algo simples de achar. Em geral, o recomendado é que seja algo no qual você possua experiência.


Não precisa necessariamente que você tenha uma graduação, mas, é importante que você entenda do assunto e esteja qualificado para sua atuação.


Desse modo, busque sempre estudar sobre aquela área e seus consumidores. Com isso, você se mantém atualizado e sempre capaz de inovar.



3. Crie um plano de negócios


Como já dito antes, as dicas aqui irão ajudar você a criar um plano de ação, por isso não poderia deixar de falar sobre ele em si.


Isso porque ele será sua principal ferramenta, um guia. O planejamento nada mais é do que a fase inicial do seu próprio negócio.


Uma vez que, é nele que você irá definir seus objetivos de forma clara. Ou seja, ao identificar e indicar quais são seus motivos e por fim analisar:


Matriz SWOT: quais são os pontos fortes e fracos, bem como, as oportunidades e ameaças possíveis.


Diretrizes: assim sendo, a visão, missão e valores da empresa;


Estratégias: tanto de marketing digital, como "convencional". O que só é possível através de estudos e pesquisas de mercado.


Tudo aquilo que faz você querer se dedicar a determinado nicho e os seus aspectos, para que seja possível ainda estabelecer metas, tarefas, prazos, etc.



4. Seu próprio negócio deve solucionar problemas


Além de todas as dicas dadas aqui, você ainda precisa entender a diferença entre vender do que você deseja e o que seu público quer.


Ou seja, você precisa analisar a viabilidade do seu serviço e/ou produto, através da sua capacidade de solucionar:


  • Problemas;

  • Necessidades;

  • Desejos.


Voltados ao que o seu consumidor precisa e não ao que você deseja oferecer a eles, afinal de contas, é ele quem determina a demanda.




5. Entenda melhor o seu próprio negócio:


Mas, mesmo que você já saiba sobre seu nicho e entenda o seu consumidor alvo, é importante se atentar aos detalhes reais.


Uma vez que, você vai precisar analisar o modelo de mercado em si e descobrir os fatores chaves e de influência, tais como:


  • Qualidade do produto/serviço;

  • Precificação média;

  • Formas de pagamento ideais;

  • Nível de acessibilidade;

  • Tipo de atendimento necessário;

  • Concorrentes e sua SWOT;

  • Entre outros.


6. Ache o seu público-alvo:


Minha sexta dica para abrir o próprio negócio é não apenas conhecer seu público, como também, saber exatamente:


  • Onde ele se encontra;

  • Como, quando e porque ele consume;

  • Redes sociais, canais de comunicação e demais plataformas utilizadas.


Você precisa entender exatamente o que ele quer, como e quando, para que sua abordagem seja a melhor e mais favorável a conversão em vendas.



7. Preparação financeira:


Após realizar todas as pesquisas necessárias, está na hora de começar a pôr a mão na massa e cuidar do futuro capital da sua empresa.